terça-feira, 30 de maio de 2017

Dueto com Pablo Queiróz



CONQUISTA

Meus olhos são como o sol.
Queimam a flor do teu sexo.
Quando tua flor se abre no alvorecer, tinge de vermelho os beijos do sol dos meus olhos.
São meros reflexos do meu pôr de sol.
Meros reflexos na vastidão do meu desejo de ser floresta, de ser água, natureza...
Ser teu guerreiro de tacape, em pronta disposição para o combate entre tu e eu.
Meu amor. Meu desejo, estou aqui como o sol defendendo meu amor, minha guerreira que fará de mim um sol.
Me fará teu homem, guerreiro, intimorato a conquistar o botão da tua flor!

PABLO QUEIRÓZ


Sou como Iracema, tenho lábios de mel.
 Ainda que a pele não seja tão morena, como a índia.
 Sim, provará do meu sabor. Terá a doce flor.
 Como Vitória Régia no lago, bailando nas águas serenas,
Serei toda tua, nua e plena...

E o por de Sol, será o cenário, com nuvens alaranjadas, marcando a nossa linda jornada:
 Aquela de corpos rentes que se querem, e do suor na pele...
 Eu tua, você meu.
 Guerreiros em batalha, que na cama vencem, chegando a maior vitória desse embate:
 O clímax, quando o urro de um lobo quebra o silêncio.
 E gemidos da fêmea, completam o ciclo dos guerreiros!
 Que tem no abraço final, um delicioso abrigo.

FÁTIMA ABREU FATUQUINHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário